Dinamarca e China lideram tecnologias limpas

AMSTERDAM — A Dinamarca deve grande parte de sua receita às fazendas eólicas e outras tecnologias verdes; os Estados Unidos estão rapidamente expandindo seu setor de tecnologias limpas; mas nenhum país se compara ao ritmo de crescimento da China.

Essas são as informações de um novo relatório obtido pela The Associated Press. A produção de tecnologias verdes na China cresceu impressionantes 77% em um ano, de acordo com o relatório encomendado pela World Wildlife Fund for Nature (WWF).

“Os chineses fizeram, em nível político, uma decisão consciente de capturar esse mercado e desenvolvê-lo agressivamente”, disse Donald Pols, um economista da WWF.

A Dinamarca, líder há tempos em energia eólica, retira 3,1% de seu produto interno bruto de tecnologias de energia renovável e eficiência energética – o que equivale a US$9,5 bilhões, de acordo com o relatório. A China é o maior produtor, em termos financeiros, ganhando mais do que US$ 64 bilhões, ou 1,4% do seu PIB. Os Estados Unidos vêem em 17º lugar na produção de tecnologias limpas, com 0,3% do PIB (US$ 45 milhões). No entanto, essa indústria vem crescendo a uma taxa de 28% ao ano desde 2008.

“Os EUA estão crescendo muito, então parece que a política do presidente Obama está funcionando”, disse Pols. Mas os EUA não podem ser comparados à China.

“Quando você fala com os chineses, a mudança climática não é uma questão ideológica. É apenas um fato da vida. Enquanto debatemos a mudança climática e a transição a uma economia com menos emissão de carbono, o debate já é passado na China”, disse Pols. “Para eles é a implementação. È um setor em crescimento, e eles querem capturar esse setor”.

O relatório foi preparado pela Roland Berger Strategy Consultants, uma empresa com sede na Alemanha. Ele reuniu dados de 38 países de associações de energia, bancos, investidores, a Agência Internacional de Energia, entre outras fontes. Ele mede os ganhos com a produção de renováveis, como biocombustíveis, turbinas eólicas e equipamentos térmicos, e tecnologias de eficiência energética como iluminação e insolação.

“Tecnologias limpas estão crescendo muito, mas a China é responsável pela maior parte desse crescimento”, disse Ward van den Berg,que juntou e analisou os dados para a consultoria.

Até pouco tempo atrás, a grande produção de células solares da China era voltada à exportação, mas agora eles estão criando sistemas solares para o mercado interno, assim como fazem há muitos anos com energia eólica”, disse Van den Berg.

Atrás da Dinamarca e da China, outros países na lista de Top 5 produtores de tecnologias limpas, em termos de porcentagem do PIB, são are Alemanha, Brasil e Lituânia.

Fonte:InfoAbril

Kit Mouse e Teclado Microsoft Wireless, a partir de R$ 99,00 com desconto a vista!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s